Pular para o conteúdo principal

Alguns motivos para usar uma ROM personalizada agora mesmo


ROMs personalizadas para Android
Imagem: Pexels.com

O Android é um projeto de código aberto (open source), isto é, ele permite que alterações no código fonte sejam feitas livremente (ou quase). Uma das possibilidades que projetos desse tipo oferecem é a de criar variações da aplicação original contendo alguns recursos extras. No caso do Android, as Custom ROMs cumprem esse papel.

Por que usar uma ROM personalizada?

Melhor desempenho

Talvez a vantagem mais atrativa para uma grande parte dos usuários seja a de conceder um melhor desempenho. Claro, isso depende da proposta da ROM que você está pensando em instalar. Existem várias, e cada uma delas tem um objetivo. As mudanças que são realizadas para dar um melhor desempenho ao smartphone só podem ser feitas através da alteração direta do código fonte, logo, nenhum aplicativo pode ofertar uma melhora tão eficiente quanto essa que a ROM personalizada dispõe.

Maior duração de bateria

Um fato muito marcante, uma proeza, no meu ponto de vista, é a possibilidade de, além de oferecer um maior desempenho, dar maior autonomia à bateria. Sim, algumas ROMs conseguem fazer isso. Em alguns casos, essa superioridade varia entre 25% e 30% comparado à autonomia quando instalado o Android puro. Obviamente que este número pode mudar bastante por diversos fatores, dentre eles a intensidade do uso do aparelho, estado da bateria e modificações no kernel.

Diversas opções de personalização

Por último, vale destacar os recursos de personalização ofertados. Algumas ROMs capricham nesse aspecto e entregam ao usuário uma verdadeira suíte de modificações que possuem, dentre outras coisas, a possibilidade de personalizar a tela de bloqueio, estilo das animações, ícones da barra de status e fontes.

Pontos que deixam a desejar

Como nem tudo são flores, vale nos atentarmos a alguns fatos negativos que decorrem do uso dessas ROMs.

Desempenho em jogos pode cair (varia de acordo com a ROM)

É verdade, alguns desses sistemas podem literalmente acabar com a sua experiência com jogos (ao menos os que exigem muito processamento). Claro, isso não vai acontecer com todos que você tentar, mas, via de regra, o desempenho nos jogos mais pesados cai de forma visível, juntamente com aqueles razoavelmente pesados. Novamente, isso pode variar bastante dependendo do sistema que você instalar. Cabe então se informar bastante sobre a ROM que você pretende utilizar.

Alguns aplicativos não suportam ROMs personalizadas

Este é um problema que ocorre muito raramente, mas cabe o aviso. Para tentar coibir práticas que possam afetar a segurança do aplicativo (visto que algumas ROMs realmente possuem ferramentas para isso), algumas desenvolvedoras bloqueiam a utilização a partir de uma custom ROM.

Como instalar uma ROM personalizada

Já abordamos este tema anteriormente, mas, basicamente, você precisa desbloquear o bootloader (caso necessário), instalar um recovery personalizado e, só após isso, estar apto a instalar ROMs personalizadas.

Vale a pena?

Tendo em vista a possível redução no desempenho de jogos como o único fator negativo relevante, os pontos positivos se sobressaem. Logo, quem realiza a troca para uma ROM personalizada só tem a ganhar. Como existem inúmeras por aí, vale a pena testar várias delas e encontrar a que melhor lhe satisfaz.

That's all, folks!